Multas mais pesadas em Portugal

Redação

04/11/2020

4 min

Conheça as multas mais pesadas em Portugal

Há multas e multas. E se umas dão direito a uma espécie de raspanete, daqueles que nos deixavam em pequenos as orelhas a arder, mas que depressa esquecíamos, outras podem implicar um verdadeiro assalto à carteira.

Seja como for, conhecer o valor de algumas das multas pode ser o fator que nos leva a desistir de pisar o risco e a ser mais cumpridores. É que há infrações que nos podem, literalmente, levar à falência – além de existirem comportamentos na estrada considerados crime e que podem conduzir o “meliante” a uma pena de prisão efetiva.

Conduzir sem seguro

Não, nem se o carro estiver parado pode estar sem seguro. E mesmo que esteja guardado em garagem é rezar para que nada aconteça: a jurisprudência diz que qualquer veículo automóvel, desde que apto a funcionar, deve ter a cobertura de pelo menos o seguro de responsabilidade civil. A ausência do documento implica uma multa que pode ir dos 500€ aos 2500€.

Pode ainda ter seguro e ser autuado por se ter esquecido de colocar o dístico visível no para-brisas – nestes casos, além de ser comum o agente olhar para o lado, sobretudo quando verifica a existência de seguro no sistema, o valor a pagar é um bocadinho mais suave: 250€, valor que pode ser reduzido para metade caso prove que a falta de dístico não corresponde à falta de seguro válido.

Conduzir sem Carta de Condução

Seja por nunca a ter tirado, por se ter esquecido de a revalidar ou por ter decidido ir para a estrada não obstante ter o documento apreendido, conduzir sem Carta de Condução é crime. E neste caso há preocupações maiores do que a multa: o condutor pode ser detido de imediato, enfrentando uma pena que pode ir até dois anos de prisão efetiva.

No caso de conduzir um veículo para o qual não está habilitado, incorre numa multa que pode ir de 500€ aos 2500€. No caso de ciclomotores, manobrar cilindradas diferentes das autorizadas implica coimas de 700€ a 3500€.

Artigo relacionado: As infrações que retiram mais pontos à carta de condução

Circular em contramão

Eis um comportamento que não dá azo a grandes perdões. E percebe-se. A distração que leva alguém a circular no sentido oposto ao legalmente estabelecido pode custar a vida a muita gente, e é uma das causas de acidentes mortais em autoestradas, por exemplo. Se for apanhado numa situação destas prepare-se para desembolsar entre 250€ e 1250€.

Não circular pela direita nem ultrapassar pela esquerda

Parece algo saído do senso comum, mas o número de acidentes causado pela desobediência a estas duas normas fez com que fosse criada uma mão pesada para os infratores. Por isso, não circular pela direita na autoestrada pode levar a uma multa entre os 60 e 300€, enquanto a ultrapassagem que não seja feita pela esquerda pode ser castigada com uma multa que vai de 250€ a 1250€.

Excesso de velocidade

É das que mais vezes apanha condutores distraídos, mas, independentemente do estado da estrada ou da ausência de outros veículos, nada como não ultrapassar limites: 50 km/h nas cidades, 90 km/h nas estradas, 120 km/h nas autoestradas. As sanções dependem da percentagem de excesso como também do historial do condutor, se tem ou não antecedentes, mas pode ir desde uns fáceis de pagar 60€ até uns muito custosos 2500€.

Artigo relacionado: Multas por excesso de velocidade: o que diz a lei

Parar na faixa de rodagem

Parar ou estacionar em rotundas, túneis, passagens de nível ou a menos de cinco metros de cruzamentos e passagens de peões, pode implicar multa de 30€ a 300€. Isto nas localidades, porque fora delas o peso da coisa é maior: de 250€ a 1250€.

Conduzir sob o efeito de álcool ou drogas

Caso se prove que o condutor está sob a influência de substâncias psicotrópicas, a punição implica uma multa entre 500€ e 2500€. Caso o condutor demonstre estar sob o efeito do álcool, exibindo uma taxa de álcool no sangue de mais de 0,50 g/l, o valor a pagar pode ir de 250€ a 2500€; dependendo do valor apresentado há sanções suplementares: mais de 0,80 g/l e inferior a 1,20 g/l é considerada uma infração muito grave, punível com multa de 500€ a 2500€. Com uma taxa igual ou superior a 1,20 g/l, o condutor incorre numa pena de prisão de até um ano.

 
Leia também:

Mais artigos da mesma categoria

Que combustível escolher?

Para comprar um carro ponderamos vários fatores: as dimensões, o design, a finalidade, a marca, entre outros. Uma das questões obrigatórias passa pelo tipo de…

Quais os carros mais económicos em Portugal?

Cada marca de automóvel tem os seus centros de reparação e manutenção. Os preços que aplicam variam de marca para marca. Existem também oficinas e…

Os carros mais baratos das marcas premium

Ter um carro de uma marca mais conceituada não só significa ter mais conforto e prazer enquanto estamos a conduzir. Representa também um estatuto perante…

Carros híbridos: tudo o que precisa saber

Os carros híbridos estão cada vez mais em voga. São potentes, económicos e amigos do ambiente. Mas será que conhece todas as características destes carros?…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional