Diferença postos de carregamento rápido e normais

4 min

Diferença entre os postos de carregamento rápidos e normais

Muitos utilizadores de veículos elétricos dependem dos postos de carregamento públicos para garantir a sua mobilidade sem emissões, uma vez que nem sempre as tomadas domésticas e as wallboxes são suficientes para enfrentar as necessidades das deslocações diárias, principalmente as mais longas.

No entanto, existem diferenças entre os tipos (e operadores) de postos, que poderão ditar o valor a pagar pelo carregamento, assim como o tempo necessário para reabastecer o veículo com energia elétrica.

As principais diferenças verificam-se entre os postos de carregamento normais e os postos de carregamento rápidos, sendo certo que nem todos os veículos elétricos estão aptos a ser utilizados nestes últimos.

A primeira (e principal) diferença entre os dois tipos de postos de carregamento é a potência. Enquanto os postos de carregamento normal (PCN) têm uma potência igual ou inferior a 22 kW, os postos de carregamento rápido (PCR) disponibilizam uma potência sempre superior a 22 kW.

Artigo recomendado: Carregar carros elétricos: qual a potência necessária

O que tem, como não podia deixar de ser, influência direta no tempo de carregamento, um dos aspetos mais valorizados pelos utilizadores de veículos elétricos, a par da autonomia e do preço a que o modelo é comercializado.

Tempo é dinheiro

No que aos postos diz respeito, importa, primeiro, ter em conta que o tempo de carregamento depende não só da potência utilizada, como, também, da própria capacidade da bateria do veículo em receber a carga.

Dentro dos PCN, partindo do ponto de carregamento mais baixo, um ciclo de carga completo poderá demorar até oito horas, ao passo que num posto com uma potência mais aproximada a 22kW, o condutor poderá carregar totalmente o seu veículo elétrico em cerca de uma hora.

Já nos PCR, o condutor poderá carregar a bateria da sua viatura elétrica entre 20 e 30 minutos. No entanto, não é aconselhável utilizar muitas vezes estes postos, pois poderá sobrecarregar a bateria com grandes quantidades de energia de uma só vez

Pelo que, sempre que possível, o condutor deverá utilizar os PCR apenas em carregamentos de emergência ou quando não tem muito tempo para esperar pelo carregamento de modo a prosseguir viagem.

A generalidade dos postos de carregamento normal (PCN) tem um valor de carregamento sempre abaixo dos €0,03/minuto.

Artigo recomendado: Carregar carros elétricos: usar aplicação ou cartão?

Já nos postos de carregamento rápido, o valor ronda os €0,16/minuto, podendo, claro está, existir diferenças em função do fornecedor de energia elétrica e o local onde o posto de carregamento está localizado. Em autoestrada, o preço do carregamento rápido tenderá a ser superior ao de um posto implantado na cidade.

Descarbonização em curso

A forma mais simples de encontrar pontos de carregamento, é utilizar uma app relacionada com postos, que dará todas as informações necessárias: localização dos postos, tipo, potência e disponibilidade, entre outras informações úteis.

A crescente adesão dos condutores aos veículos 100% elétricos tem feito com que cada vez mais empresas instalem postos de carregamento. Em 2015, recorde-se, nasceu a MOBI.E com o objetivo de colocar em funcionamento a rede piloto de postos de carregamento e atuar como entidade gestora da mobilidade elétrica no nosso país.

Em Portugal, existem dois planos de descarbonização em curso. O Roteiro para a Neutralidade Carbónica, que define que o setor da mobilidade e dos transportes deve ser neutro em termos de emissões no ano de 2050; o Plano Nacional Energia e Clima 2030, aprovado pelo Governo de António Costa em maio de 2020, que projeta como meta para o setor da mobilidade e dos transportes uma redução de Gases com Efeito de Estufa (GEE) de 40% até 2030.

Leia também:

Mais artigos da mesma categoria

Fernanda e Eduardo: Dois profissionais que poupam por ter um carro elétrico

Conteúdo Patrocinado por EDP Fernanda e Eduardo são dois condutores profissionais que se renderam à mobilidade elétrica, e hoje em dia, não imaginam o seu…

Carros elétricos: vantagens e desvantagens

Conteúdo oferecido por Cofidis Este é assunto amplamente debatido nos últimos anos: quais as vantagens e as desvantagens de um carro elétrico? No entanto, não…

Toyota Mirai: conheça o único carro a hidrogénio à venda em Portugal

A Toyota deu um passo inusitado: lançar um automóvel em Portugal, sabendo de antemão que, não obstante o ter no catálogo, as vendas rondariam o…

Terminou o apoio do Fundo Ambiental 2022 para carros elétricos

O apoio do governo para a compra de carros elétricos terminou ao fim de três meses de ser anunciado. Desde Março de 2022 foram feitos…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional