Carregar carros ele?tricos Wallbox

6 min

Carregar carros elétricos: o que é uma Wallbox?

A necessidade de carregar carros elétricos e a multiplicação de veículos eletrificados no mercado automóvel veio introduzir um sem número de palavras estrangeiras, sobretudo de origem inglesa, no vocabulário dos portugueses. “Wallbox” é uma delas. Vejamos o que significa e de que forma pode contribuir para a democratização dos carros elétricos.

Para quem tem um carro elétrico, não há nada mais cómodo do que recarregar a bateria em casa enquanto descansa durante a noite, evitando assim deslocações a postos públicos de carregamento, onde, por vezes, há outros condutores a utilizarem os equipamentos – além de se tratar da solução mais económica.

Interessado num carro elétrico novo? Faça uma pesquisa no Standvirtual

Contudo, numa tomada doméstica convencional, os carregamentos são lentos e os proprietários correm o risco de não ter o automóvel com as baterias a 100% pela manhã. A solução chama-se Wallbox, também conhecida, em traduções livres, como posto de carregamento doméstico ou carregador de parede.

O que é uma Walbox?

O dispositivo Wallbox, além de muito prático e de ocupar pouco espaço – pode ser, por exemplo, facilmente embutido ou pendurado numa parede –, é também tremendamente amigável para as baterias, uma vez que não está sujeito a picos de tensão e equilibra as cargas e descargas de energia durante os carregamentos, prolongando assim a vida útil das baterias.

Ou seja, o tempo de carregamento não é muito longo, nem demasiado rápido. O carregador de parede pode ser instalado em jardins de casas particulares, garagens e parqueamentos privados ou públicos (por exemplo, em condomínios), parques ou garagens de empresas. Refira-se que já existe legislação que prevê todas essas possibilidades de instalação.

Artigo relacionado: Como carregar um carro elétrico na garagem do condomínio

A Wallbox é alimentada por corrente alternada – está disponível tanto no modo monofásico como trifásico – e pode agregar diversas funções, nomeadamente o controlo do consumo e dos gastos de energia elétrica ou a possibilidade de programar a recarga do automóvel (esta última solução já está disponível em diversos automóveis elétricos). Para os casos em que a Wallbox está instalada numa garagem ou parque público, foi desenvolvido um sistema de ativação por cartão ou chave, evitando assim a utilização indevida por parte de terceiros.

Um sistema pela segurança

Quando o cliente adquire um carro elétrico ou híbrido, a maioria dos fabricantes fornece um carregador de baixa potência que pode ser ligado a uma tomada doméstica convencional. Contudo, há diversas questões a levar em conta na utilização desta solução, nomeadamente a segurança na instalação elétrica.

As tomadas domésticas fornecem uma potência de e até um máximo de 2,8 kW para uma instalação elétrica monofásica, pelo que o tempo de recarregamento de uma bateria a 100% pode chegar até 40 horas com esta solução. Por outro lado, há a questão da vida útil da bateria e do próprio sistema elétrico do local onde está a ser efetuado o carregamento, o qual não foi projetado para fornecer energia por longos períodos, o que pode gerar sobreaquecimento e até o colapso do sistema elétrico.

Artigo relacionado: Como manter as baterias dos carros elétricos

No caso da Wallbox, este problema não se coloca, uma vez que o dispositivo se ajusta à potência de que a bateria elétrica precisa. Com um sistema trifásico, por exemplo, e dependendo da ligação, pode atingir 22 kW, tornando o recarregamento nove vezes mais rápido do que na tomada doméstica convencional. Mais: esta capacidade de ajustamento à intensidade da carga, permite à Wallbox reduzi-la caso existam outros equipamentos elétricos ligados à rede elétrica ao mesmo tempo; por outro lado, se não houver qualquer equipamento a exigir energia, a potência é aumentada para carregar a bateria mais depressa.

Quais os tipos de Wallbox disponíveis no mercado?

Existem diversos tipos de carregadores de parede disponíveis no mercado, de diversas dimensões e características. Todavia, o facto de os principais construtores mundiais de automóveis (das mais diversas proveniências e tradicionalmente com sistemas elétricos muito específicos: americanos, alemães, japoneses e franceses) ainda não terem conseguido chegar a um acordo de entendimento para a criação de um cabo de conexão universal, faz com que cada Wallbox só seja compatível com automóveis de determinadas marcas.

As Wallbox estão equipadas com cabo Tipo 1 (SAE J1772) ou Tipo 2 (Mennekes) que pode ser conectado ao veículo.

Tipos de cabo utilizados nas Walbox

O cabo Tipo 1, também conhecido por “Yazaki”, é utilizado no Japão e EUA, servindo para modelos como:

  • Nissan Leaf e-NV200
  • Mitsubishi i-Miev
  • Citroën C-Zero
  • Peugeot i-On
  • Renault Kangoo ZE (tipo 1)
  • Ford Focus elétrico
  • Kia Soul EV
  • Mitsubishi Outlander
  • Toyota Prius Plug-in
  • Opel Ampera (este último um elétrico com extensor de autonomia).

Esta ligação é composta por 5 pinos: Fase, Neutro, Terra, Detetor de inserção e Piloto de Controlo.

O cabo Tipo 2, apelidado de “Mennekes” (standard IEC 62196-2), é proposto para a Europa, é trifásico até 44 kW (63A p/fase) e é usado pela:

  • Daimler (Smart e Mercedes-Benz)
  • Renault (Kangoo ZE e Zoe)
  • BMW i3/i8
  • Tesla Model 3/S/X
  • Carros híbridos plug-in da Volvo
  • Modelos GTE da Volkswagen
  • Volkswagen e-Up
  • Audi A3 e-tron
  • Porsche Panamera E-Hybrid.

Esta ligação é composta por 7 pinos: Três Fases, Neutro, Terra, Detetor de inserção e Piloto de Controlo.

Veja todos os carros elétricos usados à venda no Standvirtual

Tenha sempre em conta que quanto maior a potência proporcionada pela Wallbox, mais dispendiosa será a unidade de carregamento e mais elevada será a despesa com o consumo. Contudo, algumas empresas fornecedoras propõem modalidades de pagamento mais favoráveis ou alugueres mensais; não deixe de procurar informação junto da marca quando se decidir por um modelo elétrico.

Leia também:

Mais artigos da mesma categoria

Carros a hidrogénio: o que são e como funcionam

Os carros a hidrogénio mantém-se no campo das fábulas, ainda que seja uma realidade em muitos mercados, inclusive europeus. E, em Portugal, tem havido esforços…

Cuidados a ter na compra de um carro elétrico usado

Há cada vez mais carros elétricos no mercado e a previsão é para que, nos próximos dois anos, a oferta duplique, com várias marcas a…

Carros elétricos: como saber se as baterias estão boas

E, de repente, não é o motor que requer a atenção, mas a bateria do seu carro elétrico? Os veículos eletrificados vieram mudar muita coisa,…

Há vantagens em comprar um carro elétrico?

Claro que há. Apesar de ainda se poder considerar esta nova tendência da mobilidade elétrica como pouco frequente, o certo é que o volume de…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional