Como e quando mudar o o?leo do carro

5 min

Como e quando mudar o óleo do carro

O óleo do carro está para as peças do motor como o seu sangue está para os seus órgãos – quando uma veia entope, o mais certo é acabar no hospital ou, no caso do seu veículo, na oficina. Por isso é tão importante manter a lubrificação no melhor estado possível, sendo que este é um processo que dispensa especialistas – qualquer um pode fazê-lo.

A mudança do óleo pode ser necessária por duas razões: ou porque o nível está demasiado baixo, o que poderá verificar usando a vareta do depósito do mesmo (a marca do óleo deverá estar entre os dois risquinhos, de mínimo e máximo), ou porque o mesmo se encontra demasiado queimado, apresentando um tom muito escuro e uma viscosidade praticamente nula – como se fosse água. É que é essa mesma viscosidade que vai permitir que as peças funcionem sem atrito entre elas. Sem a mesma, o desgaste dos componentes acontecerá e poderá mesmo provocar avarias graves.

No entanto, não pense em colocar um óleo qualquer – consulte o manual do fabricante, que deverá informar o tipo de lubrificante indicado para o modelo, assim como a quantidade de óleo necessária para uma muda completa.

Não caia ainda no erro de desprezar a importância do filtro do óleo. Ainda que não seja absolutamente necessário trocar o mesmo de cada vez que se substitui o lubrificante, mas será de vital importância colocar um filtro novo a cada duas ou três trocas. A saber: quanto mais recente for o automóvel maior será a necessidade de um filtro a estrear já que as novas tecnologias dos motores geram mais atrito e, consequentemente, mais impurezas. E são estas micropartículas de metal, geradas pela fricção das peças dos motores, que irão ser transportadas pelo óleo e captadas pelo filtro do mesmo.

Artigo relacionado: Motor fraco: 10 problemas comuns

Quando mudar o óleo?

O lubrificante que usar irá determinar o tempo de vida útil do mesmo. Ou seja, se quiser optar por um óleo mais barato é bom ter em conta que, à partida, ele irá ter uma vida útil menor. Ainda assim, em média, o lubrificante do carro deve ser mudado pelo menos uma vez por ano. No entanto, poderá verificar pela vareta do depósito o seu estado e quantidade e, a partir destas informações, decidir se está na altura de o mudar ou não.

Onde mudar o óleo do carro?

A troca do lubrificante pode revelar-se uma tarefa suja – e demorada. Por isso, opte por estacionar o automóvel num local onde não estará a incomodar, mas sempre num plano o mais nivelado possível. Não o faça nem num dia chuvoso nem com o motor quente – aguarde para que todos os componentes arrefeçam antes de iniciar o processo.

O que precisa?

Além de precisar, obviamente, do lubrificante aconselhado para a sua viatura na quantidade indicada pela marca, a mudança do óleo vai exigir outros materiais: chave de filtro, chave de caixa, funil, um alguidar, luvas, panos para limpeza e folhas de jornais ou plástico. Tente deixar o espaço como o encontrou: sem quaisquer manchas de óleo no chão.

Prepare o carro

Abra o capot e retire a vareta do depósito. Pode optar por elevar o carro, mas apenas se puder usar suportes. Esqueça o macaco – por um lado, não é seguro; por outro, vai desnivelar o veículo que se pretende que esteja direito. Mas mesmo com o automóvel no chão pode iniciar o processo, colocando um plástico ou jornais antigos no chão e um alguidar sob o motor de forma a recolher o óleo antigo (não o despeje em qualquer sítio; ponha-o de parte para no fim usar o funil para o colocar em garrafas velhas e levá-lo para a reciclagem).

Troque o filtro

Se trocou o filtro na última mudança de óleo, pode trocar este passo. Caso contrário, comece por retirar a panela de retenção de óleo do filtro e desenroscá-lo com a chave deixando o óleo escorrer. Esfregue um pouco de óleo na junta do novo filtro antes de o colocar no sítio do que retirou.

 

Procura um filtro do óleo para o seu carro?

 
Coloque o óleo novo

Limpe o bujão de drenagem com um pano antes de o voltar a colocar no sítio. Abra a tampa do depósito do óleo e, com a ajuda do funil, despeje o conteúdo necessário. Feche e coloque a vareta. A verificação deve ser feita com o carro a quente. Dê à chave e aguarde que o óleo faça o seu circuito; de seguida, verifique o nível com a vareta (não se esqueça de que quando a tira a deverá limpar com um pano e só depois colocar para medir o nível) e observe se há alguma fuga de óleo antes de seguir viagem.

 
Leia também:

Norma Euro 7 pode ditar o fim do motor de combustão

Fatores que afetam o valor dos carros usados

Mecânica automóvel: conheça as 5 piores avarias

Mais artigos da mesma categoria

Inspeção automóvel: o que pode levar o seu carro a chumbar

Conduzir até um centro de inspeção automóvel pode não ser o momento mais prazenteiro para um automobilista, mas não há como lhe escapar. Porém, para…

Como disfarçar riscos na pintura do carro

Um parque de estacionamento com acesso mais difícil, uma parede que não se viu, uma porta do carro ao lado que raspou na carroçaria do…

Como carregar um carro elétrico na garagem do condomínio

As reuniões de condomínio conseguem ser o pior pesadelo de muita gente e nem sempre é fácil obter o entendimento entre pessoas que, ainda que…

Filtro de partículas: como funciona

A necessidade de cumprir as cada vez mais restritivas normas antipoluição para automóveis novos na União Europeia (UE) forçou os construtores de automóveis a acelerarem…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional