Carros míticos de rali Lancia 037

4 min

Carros míticos de rali: Lancia 037

Sucessor do furioso Lancia Stratos, o Lancia 037 é dos carros mais especiais da marca italiana. Pensado de raiz para a competição, com motor central, suspensões independentes e capôs à frente e atrás, para facilitar o acesso à mecânica em prova, foi o último tração traseira a contrariar a hegemonia dos 4×4 no Mundial de ralis.

Numa história longa de um século, a marca de Turim, criada em 1906, pelo empreendedor piloto de testes da Fiat, Vicenzo Lancia, fez nascer automóveis verdadeiramente revolucionários. Desde o primeiro Alpha de 1919, com um motor que chegava às 1800 rotações por minuto – muito elevado para a época –, até alguns erros de trajetória (qualidade e fiabilidade insuficientes, abandono de modelos-chave e design) que aceleraram o declínio da empresa nos anos 90 do século passado. Mas, até aí, foram muito mais os altos do que os baixos, incluindo na competição.

Veja todos os Lancia Delta Integrale à venda no Standvirtual

Foi Gianni Lancia, filho de Vicenzo, o mentor do envolvimento da marca no desporto motorizado ao mais alto nível, com os Aurelia GT e os protótipos Sport da década de 50. Mas foi nos anos 70 (pouco depois da aquisição da empresa pelo Grupo FIAT, em 1969), que começou o sucesso total nos ralis, onde a Lancia venceu nada menos do que onze campeonatos do mundo, entre 1972 e 1992.

Lancia Rali

Entre referências como o mítico Fulvia Coupé HF, o brutal Stratos ou o Delta, no portefólio de carros vitoriosos, o Lancia Rally 037 ocupa um lugar especial: ficou para a história como o último automóvel sem tração integral a vencer o mundial de construtores, em 1983.

O Lancia 037 venceu seis provas do Campeonato Mundial de Ralis, conseguindo assim conquistar o título que escapava há sete anos, desde o tempo do Lancia Stratos.

Lancia 037: o último dos moicanos

Lancia 037 Rali corrida

Apresentado oficialmente no 59.º Salão Automóvel de Turim, em maio de 1982, o Lancia 037 elevou muito as expectativas entre adeptos da marca italiana e não só. Não era para menos. Com tração apenas nas rodas traseiras e com a potência de um motor central de 4 cilindros de 2.0 litros que ultrapassava os 325 cv, ajudado por um compressor volumétrico da Abarth com pressão entre 0,60 e 0,90 bar, associado a uma caixa de cinco velocidades da ZF, o 037 oferecia garantias de fiabilidade que o motor turbo inicialmente considerado não tinha. Já a solução da tração às quatro foi descartada com a marca a concentrar-se no objetivo de criar um carro de fácil reparação e substituição mecânica durante os tempos de assistência numa prova.

Artigo relacionado: Carros mais estranhos de sempre: Mitsubishi Lancer Evolution IX Wagon

A primeira temporada, de 1982, foi de adaptação, já com bons resultados, em que se incluem uma vitória no Pace Rally no Reino Unido. Em 1983, o ano da consagração, com a Lancia a conseguir regressar à elite, vencendo o título de construtores. Para 1984, a marca italiana preparou uma versão melhorada do 037 Evolution 2, mas já sem andamento para os rivais de quatro rodas motrizes. A sua carreira prolongar-se-ia por mais dois campeonatos, até 1986, para dar lugar ao brilhante Delta S4, com que a Lancia entra a fundo nos 4WD.

O regresso como desportivo de meio milhão de euros

Lancia EVO37

Chama-se EVO37, é a mais recente criação da Kimera Automobili, com o objetivo de homenagear o Lancia dos ralis na década de 80. A produção estará limitada a apenas 37 unidades (todas já com dono!), pelo preço unitário de 500 mil euros.

No projeto do reputado preparador sediado na província italiana de Cuneo, participam engenheiros que trabalharam no desenvolvimento do original, incluindo Claudio Lombardi, responsável pelo motor.

Artigo relacionado: Vanderhall lança os seus potentes três rodas em Portugal

O carro inspirado na antiga glória dos ralis contará com um motor de 2,1 litros sobrealimentado para debitar 550 cv de potência, associado a uma caixa de velocidades manual ou sequencial. O peso do conjunto não deverá ultrapassar os 950 quilogramas.

O resultado é um superdesportivo cheio de estilo, que vai buscar o seu carácter ao passado sem virar costas às tecnologias do presente.

Leia também:

Mais artigos da mesma categoria

Cassação da carta de condução: quais as implicações

O sistema de pontos na carta de condução levou-nos a despertar para determinados termos que julgávamos reservados apenas aos que cometiam crimes graves ao volante.…

Quais os carros que podem circular com matrículas pretas?

Os nascidos neste século poderão arregalar os olhos quando veem passar por si automóveis identificados com matrículas pretas e letras brancas em relevo. No entanto,…

Conheça a história da Mercedes Benz

Foi uma das primeiras marcas de automóveis e principais em todo o mundo. Conheça a história da Mercedes, a "estrela" que é sinónimo de luxo…

Multas por excesso de álcool: o que pode acontecer se beber

Sabia que nos últimos anos, cerca de um em cada três condutores e um em cada cinco peões mortos em acidentes rodoviários tinham taxas de…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional