Objetos que deve e que nunca deve ter consigo no carro

5 min

Objetos que deve (e que nunca deve) ter consigo no carro

Quantas vezes o automóvel não se transforma numa espécie de segunda casa, com os mais estranhos objetos guardados no porta-luvas, na mala ou pelos recantos do habitáculo? E, se há os que devíamos ter sempre connosco, outros poderão ser chamariz para problemas.

Além de que, claro, ter o carro cheio de coisas contribui para um peso extra que se pagará na fatura de combustível – e dados os aumentos consecutivos que a gasolina e o gasóleo têm sofrido este último ano, cada grama a menos pode ser sinónimo de poupança.

Mas, se é daquele tipo de pessoas que acha que mais vale prevenir do que remediar e não quer abdicar de andar com a casa às costas, reveja alguns itens proibidos e os que vai querer manter.

O que não deve ter ou deixar dentro do carro

Lâminas

Quem nunca ouviu falar do amigo do amigo que, num acidente, o cinto bloqueou, ficando impedido de se libertar. Nestas alturas, pensa-se, o que dava jeito era ter um canivete à mão. E é verdade: um pequeno canivete ou uma tesoura pequenina, de unhas, pode ser a diferença entre conseguir sair ou não do veículo sinistrado.

Artigo relacionado: Inspeção automóvel: o que pode levar o seu carro a chumbar

No entanto, qualquer lâmina não pode ter 10 centímetros ou mais, sob pena de poder ser considerada uma arma branca – o transporte de uma pode resultar em coima ou até em prisão. Entre as lâminas que não vai querer no seu carro, estão as facas de abertura automática, estiletes, facas de borboleta, facas de arremesso, etc.

Medicamentos

A maioria dos medicamentos deve ser mantida longe do calor e da luz, já que as suas características podem sofrer alterações quando sujeitos a determinadas condições. Se tiver mesmo de transportar medicamentos, opte por usar uma bolsa que os proteja do calor, como um saco isotérmico. E quando sair do carro leve-o consigo.

Garrafas PET

Água é algo essencial para ter sempre no automóvel – quer para matar a sede aos ocupantes como para cuidar do carro. Porém, não se deve transportar água no automóvel em garrafas PET e muito menos deixá-las no interior do veículo. O PET, ou Polietileno Tereftalato, é um polímero termoplástico e, sob elevadas temperaturas, tende a libertar substâncias tóxicas para a água. É possível que não perceba, mas estará a prejudicar a sua saúde. Garrafas noutros tipos de plástico ou mesmo em alumínio podem ser a solução.

Objetos inflamáveis

Não é um mito urbano: a presença de objetos inflamáveis, como sprays aerossóis e isqueiros podem resultar num incêndio, já que, com o aumento da temperatura, podem entrar em combustão. Pode, claro, transportá-los mas tenha cuidado para não os deixar esquecidos dentro do carro. Mas atenção: há aerossóis proibidos, e que são classificados como armas, como todos os de defesa com gás cujo princípio ativo seja a capsaicina ou oleoresina de capsicum (gás pimenta).

Objetos de valor

Carteiras, dinheiro, malas, smartphones, computadores, máquinas fotográficas. Deixar este tipo de objetos no carro é uma espécie de convite ao amigo do alheio. No caso dos equipamentos eletrónicos, acresce o facto de poderem ter danos sérios pelo facto de estarem sujeitos a elevadas temperaturas.

O que deve ter sempre no carro

Ferramentas

Calma! Não é caso para se armar em MacGyver, o agente a quem Richard Dean Anderson deu vida e que salvava o mundo com uma pastilha elástica e um bocado de detergente. Mas há ferramentas que nunca deve deixar de ter no carro. Caso de uma chave de fenda multicabeça e respetivas cabeças, um conjunto de alicates e um martelo. Depois, há a fita adesiva que poderá resolver um enorme número de diferentes situações e que deve ter sempre por perto.

Artigo relacionado: Carros clássicos: ferramentas e utensílios que não podem faltar

Estojo de primeiros socorros

Algumas compressas, uma ligadura, adesivo, um líquido desinfetante (em embalagens individuais e com o cuidado de as substituir com regularidade), uns pensos rápidos de diferentes dimensões, etc. É certo que não vai tirar um curso de enfermagem, mas este kit pode vir a dar muito jeito.

Guarda-chuva/guarda-sol

Dependerá se é tempo de chuva ou de sol. Mas qualquer um destes chapéus pode dar muito jeito, seja para escapar a uma enorme molha, seja para dar um saltinho à praia sem terminar o dia como uma lagosta.

Máscaras descartáveis

A sua utilização começa a ser cada vez mais opcional, mas ainda assim há locais que exigem o uso. E não vale a pena deixar de entrar num sítio só porque se esqueceu da máscara em casa. Para prevenir estas situações, mantenha umas quantas no carro: descartáveis e bem protegidas.

Leia também:

Mais artigos da mesma categoria

Posso conduzir um carro emprestado? E se tiver um acidente?

Emprestar o carro é um ato que nem sempre tem em conta as eventuais consequências que daí podem advir. Até porque, regra geral, apenas se…

Amati cars: o que aconteceu à marca de luxo da Mazda?

Houve um tempo em que a Mazda achou que seria uma boa ideia lançar uma marca de luxo. Batizou-a, chegou a desenvolver modelos, mas tardou…

O que mudou no novo DUA?

“Mais resistente, mais seguro e mais fácil de guardar na carteira.” O Documento Único Automóvel (DUA) mudou de formato para novas matrículas em 2019, a…

Entrevista a Armindo Araújo – Piloto de Ralis (Campeão nacional e mundial)

Armindo Araújo dispensa apresentações. É dos melhores pilotos portugueses da atualidade com vários títulos de campeão nacional e mundial na sua carreira, sempre na vertente…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional