abastecer depois de a bomba parar

5 min

Será que deve continuar a abastecer depois de a bomba parar?

É prática comum de muitos automobilistas, quando abastecem, encher totalmente o depósito de combustível, metendo mais litros, mesmo depois da primeira paragem automática da bomba, até ser possível continuar sem transbordar. Mas será que isso compensa?

Com combustíveis caros e preços sempre a subir, quando apanhamos uma promoção, ou vamos até Espanha, onde a gasolina e o gasóleo são mais baratos, é normal enchermos o depósito da viatura para pouparmos alguns euros. Mas será que é aconselhável continuar o abastecimento depois de a bomba parar pela primeira vez e meter mais combustível até ao bordo do bocal do tanque? A resposta é não e explicamos-lhe porquê.

Artigo relacionado: Combustível de marca branca: poupança ou risco?

Em Portugal, os motores de combustão interna dos veículos utilizam três tipos de combustível: gasolina, gasóleo e gás de petróleo liquefeito (GPL). Noutros países, há viaturas movidas a álcool (etanol) e gás natural liquefeito (GNC). Os processos de abastecimento de GPL ou GNC são idênticos. O mesmo se aplica ao etanol face à gasolina e ao gasóleo. Vejamos, então, os cuidados a ter:

Abastecimento com GPL

O primeiro cuidado, extensível a todos os tipos de combustível, é parar o motor, desligar as luzes e travar o veículo (com travão de mão e uma mudança engatada).

Em seguida, enroscar o adaptador de GPL no bocal de enchimento e calçar luvas de borracha (estes acessórios vêm incluídos no kit de enchimento da viatura; se não os tiver, peça-os emprestados na receção do posto de abastecimento).

Depois, insira a pistola de enchimento no adaptador de modo a ficar bem encaixada e prima a patilha de travagem da pistola (normalmente cor de laranja) com força até ela ficar fixa e a pistola não se soltar.

Veja todos os carros novos à venda a GPL

O passo seguinte é dirigir-se à bomba de GPL, que tem dois botões: um preto ou verde e outro vermelho. O vermelho é para situações de emergência e só deverá ser acionado quando necessário (maus abastecimentos, descuidos, etc.), pois a bomba fica inativa durante um certo tempo e só após esse período os responsáveis do posto de combustível a podem voltar a ativar. Para encher o carro, deve premir o botão preto/verde e mantê-lo premido até se ouvir um ruído e o marcador parar.

Se continuar a pressionar a premir o botão, continuará a encher o depósito, mas a um ritmo muito mais lento. Porém, não deve continuar o enchimento depois da paragem! Quando o abastecimento cessa, significa que se atingiu os 80% da capacidade do depósito de GPL, uma medida de segurança ao abrigo da legislação vigente. Por outro lado, ao forçar a admissão adicional de GPL pode danificar as válvulas do tanque de enchimento.

O último passo é destravar e retirar a pistola (é normal sair algum gás, daí a necessidade das luvas para se proteger de queimaduras), desenroscar e guardar o adaptador (e as luvas), fechar a tampa do depósito.

Abastecimento com gasolina/gasóleo

O processo de abastecimento com gasolina ou gasóleo é bem mais simples do que o do GPL (a vantagem do GPL é ser mais barato e menos poluente). No entanto, há cuidados e princípios básicos a considerar:

Desligar luzes e motor, travar o veículo (com travão de mão e uma mudança engatada).

Assegurar-se que abastece com a pistola e combustível corretos (meter gasolina numa viatura diesel ou gasóleo num carro a gasolina não faz bem à saúde do veículo).

Artigo relacionado: Abasteci o carro com o combustível errado. E agora?

Tal como no caso do GPL, só encha até ouvir um ruído e o abastecimento parar. É verdade que, se levantar um pouco a pistola, pode prosseguir com o enchimento (mesmo até o combustível transbordar e derramar-se para o chão). Porém, se continuar após a primeira paragem, pode originar problemas no sistema de injeção, na válvula reguladora da pressão e, se o combustível transbordar, danificar a pintura do veículo. Por isso, a poupança conseguida com os litros adicionais não compensa eventuais prejuízos.

Dicas adicionais

Se abastecer nas primeiras horas da manhã, com temperaturas mais baixas, o combustível tem um volume menor (com o calor, dilata-se). No ato de abastecer, não prima a pistola totalmente (um jato maior e com mais pressão origina espuma e aumento de volume, o que reduz a capacidade do depósito).

Evite circular com o carro na reserva de combustível. Para além de poder ficar parado (nos veículos a gasóleo há ainda o risco adicional de a bomba de combustível desferrar), se a bomba de combustível sugar os resíduos que se acumulam no fundo do tanque e os enviar para o motor este pode ficar entupido ou danificado.

Leia também:

Mais artigos da mesma categoria

Clássicos de Rali: a história do Audi quattro

Nos anos 70, a Audi já produzia automóveis com a qualidade premium que se podia exigir a um fabricante que concorria mais com BMW e…

Europa vai acabar com os excessos de velocidade

Está decidido: a partir de 2022, a União Europeia vai implementar limitadores de velocidade automáticos em todos veículos novos para acabar com o excesso de…

Dieselgate: Volkswagen arrisca-se a pagar novas indemnizações

Quase 90 mil proprietários de automóveis com os emblemas Audi, Seat, Skoda e Volkswagen reclamam, no Reino Unido, uma compensação, numa ação coletiva histórica que…

Quais os carros que podem circular com matrículas pretas?

Os nascidos neste século poderão arregalar os olhos quando veem passar por si automóveis identificados com matrículas pretas e letras brancas em relevo. No entanto,…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional