2035 o ano da morte dos carros a combustão

4 min

Será 2035 o ano da morte dos carros a combustão?

A Comissão Europeia já tinha dado todos os sinais, e várias marcas automóveis optaram por se adiantar na resolução de findar a produção de carros a combustão. Mas agora é oficial: a partir de 2035, daqui a apenas 15 anos, os automóveis com mecânicas térmicas já não poderão ser comercializados novos nos países da União Europeia. Isto implica que, nesse ano, qualquer veículo ligeiro, de passageiros ou comercial, saído de uma fábrica com destino o mercado europeu terá de apresentar um redondo zero nas emissões de CO2 e de outros gases poluentes.

Mas, antes disso, a indústria tem de acelerar nas soluções para reduzir as emissões: até 2030, terão de apresentar uma quebra de, no mínimo, 55% face ao que se registava em 1990. E só isto será um desafio, já que os construtores tinham como referência outro valor (37,5%) desde 2018.

A partir de 2035, comprar carro novo só se for elétrico

A partir de 2035, se se quiser comprar carro novo, terá de ser obrigatoriamente um movido a energia elétrica, venha esta da rede ou gerada por meio da pilha de combustível. E não chegará ter autonomia elétrica para alguns quilómetros; os híbridos plug-in, que invadiram o mercado nos últimos tempos, irão simplesmente ser descontinuados.

No entanto, Bruxelas não deixa de considerar que estas soluções mistas são essenciais para palmilhar o caminho até à neutralidade carbónica, que aspira atingir em 2050. Isto porque, apesar de as vendas das mecânicas que incluam blocos a combustão serem interrompidas, os carros a debitarem emissões do tubo de escape não vão ser proibidos e muito menos desaparecer de um dia para o outro.

Veja todos os carros elétricos à venda no Standvirtual

Ainda assim, para Bruxelas, “normas mais rigorosas de CO2 não só são benéficas para [atingir] a descarbonização, como também são benéficas para os cidadãos”, a começar por “uma melhor qualidade do ar”.

Rede de carregamento de carros elétricos reforçada

Se, por um lado, esta pode ser uma notícia menos agradável para os fãs das mecânicas a gasolina ou a gasóleo, para quem já possui um elétrico representará um respirar de alívio. É que a Comissão, ao mesmo tempo que anuncia a sua intenção de proibir a comercialização dos propulsores térmicos, lançou um desafio (em tom de exigência) aos Estados-membros para que aumentem a rede de carregamento em função das vendas de automóveis com emissões zero.

Afinal, estas exigências, dão, ao mesmo tempo, um sinal claro e a longo prazo para orientar tanto os investimentos do setor automóvel em tecnologias inovadoras de emissões zero, como a implementação de infraestruturas de recarga e reabastecimento.

Além de um aumento no número de postos de carregamento elétrico é previsível que, por fim, se alargue o abastecimento de hidrogénio a toda a Europa. Segundo os critérios da Comissão Europeia, em autoestradas, os pontos de carregamento elétrico deverão distar o máximo de 60 quilómetros, e as estações com hidrogénio não poderão estar a mais de 150 quilómetros umas das outras.

Leia também:

Quais as cidades que vão proibir os carros de combustão interna?

Carros elétricos ou a combustão: quais deixam maior pegada ecológica?

Qual o peso dos impostos nos combustíveis em Portugal?

eyJpZCI6IjIyNDIzMjE1NDkzIiwibmV0d29ya0NvZGUiOiIxMDA3ODM3IiwiZWZmZWN0aXZlUm9vdEFkVW5pdElkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6IkFQX0xCX1RvcCIsInBhcmVudFBhdGgiOlt7ImlkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6ImNhLXB1Yi0zMDIzMTkxOTk4Mjg1MTk3IiwiYWRVbml0Q29kZSI6ImNhLXB1Yi0zMDIzMTkxOTk4Mjg1MTk3In0seyJpZCI6IjIwMzU2NTkwOTY3IiwibmFtZSI6IjFfU3RhbmRWaXJ0dWFsIiwiYWRVbml0Q29kZSI6IjFfU3RhbmRWaXJ0dWFsIn0seyJpZCI6IjIxNzg0MTIzODQwIiwibmFtZSI6IlNUVl9ibG9nIiwiYWRVbml0Q29kZSI6IlNUVl9ibG9nIn0seyJpZCI6IjIyNDIxODkyMzI0IiwibmFtZSI6IkJsb2dfRGVza3RvcCIsImFkVW5pdENvZGUiOiJCbG9nX0Rlc2t0b3AifV0sImFkVW5pdENvZGUiOiJBUF9MQl9Ub3AiLCJkZXNjcmlwdGlvbiI6IiIsImlzRmx1aWQiOmZhbHNlLCJpc05hdGl2ZSI6ZmFsc2UsImFkVW5pdFNpemVzIjp7InNpemUiOnsid2lkdGgiOiI3MjgiLCJoZWlnaHQiOiI5MCIsImlzQXNwZWN0UmF0aW8iOiJmYWxzZSJ9LCJlbnZpcm9ubWVudFR5cGUiOiJCUk9XU0VSIiwiZnVsbERpc3BsYXlTdHJpbmciOiI3Mjh4OTAifX0=
eyJpZCI6IjIyNDIzMjIwNDM0IiwibmV0d29ya0NvZGUiOiIxMDA3ODM3IiwiZWZmZWN0aXZlUm9vdEFkVW5pdElkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6IkFQX01yZWNfTW9iaWxlXzEiLCJwYXJlbnRQYXRoIjpbeyJpZCI6IjUwOTIyNyIsIm5hbWUiOiJjYS1wdWItMzAyMzE5MTk5ODI4NTE5NyIsImFkVW5pdENvZGUiOiJjYS1wdWItMzAyMzE5MTk5ODI4NTE5NyJ9LHsiaWQiOiIyMDM1NjU5MDk2NyIsIm5hbWUiOiIxX1N0YW5kVmlydHVhbCIsImFkVW5pdENvZGUiOiIxX1N0YW5kVmlydHVhbCJ9LHsiaWQiOiIyMTc4NDEyMzg0MCIsIm5hbWUiOiJTVFZfYmxvZyIsImFkVW5pdENvZGUiOiJTVFZfYmxvZyJ9LHsiaWQiOiIyMjQyMTg5MTQzMCIsIm5hbWUiOiJCbG9nX01vYmlsZSIsImFkVW5pdENvZGUiOiJCbG9nX01vYmlsZSJ9XSwiYWRVbml0Q29kZSI6IkFQX01yZWNfTW9iaWxlXzEiLCJkZXNjcmlwdGlvbiI6IiIsImlzRmx1aWQiOmZhbHNlLCJpc05hdGl2ZSI6ZmFsc2UsImFkVW5pdFNpemVzIjp7InNpemUiOnsid2lkdGgiOiIzMDAiLCJoZWlnaHQiOiIyNTAiLCJpc0FzcGVjdFJhdGlvIjoiZmFsc2UifSwiZW52aXJvbm1lbnRUeXBlIjoiQlJPV1NFUiIsImZ1bGxEaXNwbGF5U3RyaW5nIjoiMzAweDI1MCJ9fQ==
eyJpZCI6IjIyNDIzNDM3Mjg3IiwibmV0d29ya0NvZGUiOiIxMDA3ODM3IiwiZWZmZWN0aXZlUm9vdEFkVW5pdElkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6IkFQX0xCX0JvdHRvbSIsInBhcmVudFBhdGgiOlt7ImlkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6ImNhLXB1Yi0zMDIzMTkxOTk4Mjg1MTk3IiwiYWRVbml0Q29kZSI6ImNhLXB1Yi0zMDIzMTkxOTk4Mjg1MTk3In0seyJpZCI6IjIwMzU2NTkwOTY3IiwibmFtZSI6IjFfU3RhbmRWaXJ0dWFsIiwiYWRVbml0Q29kZSI6IjFfU3RhbmRWaXJ0dWFsIn0seyJpZCI6IjIxNzg0MTIzODQwIiwibmFtZSI6IlNUVl9ibG9nIiwiYWRVbml0Q29kZSI6IlNUVl9ibG9nIn0seyJpZCI6IjIyNDIxODkyMzI0IiwibmFtZSI6IkJsb2dfRGVza3RvcCIsImFkVW5pdENvZGUiOiJCbG9nX0Rlc2t0b3AifV0sImFkVW5pdENvZGUiOiJBUF9MQl9Cb3R0b20iLCJkZXNjcmlwdGlvbiI6IiIsImlzRmx1aWQiOmZhbHNlLCJpc05hdGl2ZSI6ZmFsc2UsImFkVW5pdFNpemVzIjp7InNpemUiOnsid2lkdGgiOiI3MjgiLCJoZWlnaHQiOiI5MCIsImlzQXNwZWN0UmF0aW8iOiJmYWxzZSJ9LCJlbnZpcm9ubWVudFR5cGUiOiJCUk9XU0VSIiwiZnVsbERpc3BsYXlTdHJpbmciOiI3Mjh4OTAifX0=
eyJpZCI6IjIyNDIzMjIxMTc1IiwibmV0d29ya0NvZGUiOiIxMDA3ODM3IiwiZWZmZWN0aXZlUm9vdEFkVW5pdElkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6IkFQX01yZWNfTW9iaWxlXzIiLCJwYXJlbnRQYXRoIjpbeyJpZCI6IjUwOTIyNyIsIm5hbWUiOiJjYS1wdWItMzAyMzE5MTk5ODI4NTE5NyIsImFkVW5pdENvZGUiOiJjYS1wdWItMzAyMzE5MTk5ODI4NTE5NyJ9LHsiaWQiOiIyMDM1NjU5MDk2NyIsIm5hbWUiOiIxX1N0YW5kVmlydHVhbCIsImFkVW5pdENvZGUiOiIxX1N0YW5kVmlydHVhbCJ9LHsiaWQiOiIyMTc4NDEyMzg0MCIsIm5hbWUiOiJTVFZfYmxvZyIsImFkVW5pdENvZGUiOiJTVFZfYmxvZyJ9LHsiaWQiOiIyMjQyMTg5MTQzMCIsIm5hbWUiOiJCbG9nX01vYmlsZSIsImFkVW5pdENvZGUiOiJCbG9nX01vYmlsZSJ9XSwiYWRVbml0Q29kZSI6IkFQX01yZWNfTW9iaWxlXzIiLCJkZXNjcmlwdGlvbiI6IiIsImlzRmx1aWQiOmZhbHNlLCJpc05hdGl2ZSI6ZmFsc2UsImFkVW5pdFNpemVzIjp7InNpemUiOnsid2lkdGgiOiIzMDAiLCJoZWlnaHQiOiIyNTAiLCJpc0FzcGVjdFJhdGlvIjoiZmFsc2UifSwiZW52aXJvbm1lbnRUeXBlIjoiQlJPV1NFUiIsImZ1bGxEaXNwbGF5U3RyaW5nIjoiMzAweDI1MCJ9fQ==

Mais artigos da mesma categoria

Saiba como reduzir os consumos e as emissões do seu carro

O automóvel é hoje um dos pontos-chave para a descarbonização do planeta, com cada vez mais gente a optar por um veículo mais verde, seja…

Os carros mais rápidos de sempre

Capazes de atingir velocidades (bem) superiores aos 400 km/h, mostramos-lhe os carros mais rápidos de sempre. Pagani Huayra Há uma década, o Pagani Huayra apresentava-se…

Aston Martin: A história dos DB

Depois de muitos meses na rampa de lançamento, foi já no arranque de 2020 que ficámos finalmente a conhecer a versão definitiva do Aston Martin…

Conheça 7 boas propostas de mini SUV à venda no Standvirtual

Os mini SUV são tão compactos como um citadino mas tão prácticos como um um jipe. Conheça estes 7 mini SUV à venda no Standvirtual.…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional