SUV novo a gasóleo por menos de 30 mil euros

5 min

Procura um SUV novo a gasóleo por menos de 30.000€?

Procurar carros a gasóleo, ao contrário do que sucedia há uns anos, começa a parecer uma tentativa de encontrar uma agulha num palheiro – sobretudo quando nos focamos nas gamas mais baixas: por menos de 20 mil euros, não há marca que inclua no seu portefólio um SUV novo a gasóleo.

Aliás, com o crescimento da procura por carros a gasolina (por fim, o cliente particular começou a fazer contas e a perceber que a diferença não compensa), com as restrições ativas em relação ao gasóleo (sem falar no que ainda está para vir…) e com os Diesel a revelarem cada vez mais sensibilidades (o filtro de partículas, por exemplo, exige que se “estique” o carro; utilizações meramente urbanas correm o risco de terminar na oficina mais cedo do que estimado), ainda resistem versões a gasóleo em algumas marcas que têm nas frotas a força do seu negócio. Se, mesmo assim, procura um SUV novo a gasóleo e não pode gastar mais de 30.000€, ainda vai conseguir encontrar algumas boas opções.

3 SUV novos a gasóleo até 30 mil euros

Fiat 500X Sport

Fiat 500X Sport suv gasóleo

O 500X nasceu há seis anos para fazer face ao crescente apetite pelos SUV, aproveitando em simultâneo a (boa) fama do icónico 500, ao qual vai buscar grande parte da inspiração: o 500X é uma espécie de Fiat 500 que foi engordado e esticado. Vai daí, não é de admirar que uma das grandes mais-valias deste SUV seja o espaço a bordo: quatro pessoas viajam com todo o conforto, sendo apenas de referir que o quinto passageiro, que se senta ao meio do banco traseiro, sai penalizado pelo túnel de transmissão. A mala, com 350 litros, não é referência, mas não envergonha ninguém.

Em termos de qualidade a bordo, não há materiais de luxo, mas a perceção visual e do toque é muito agradável, destacando-se o conforto do condutor, que consegue encontrar uma boa posição de condução.

A gasóleo, há duas propostas: o 1.3 MultiJet de 95 cv e o 1.6 MultiJet a debitar 130 cv. A escolha dependerá da utilização que se lhe queira dar, sendo o primeiro muito eficaz em cidade e o segundo mais adequado para quem habitualmente tem longos percursos pela frente.

A versão mais despida não se revela espartana em equipamento: ar condicionado manual, aviso de transposição de faixa de rodagem, reconhecimento sinais de trânsito e assistente de velocidade, cruise control, faróis de nevoeiro com função de iluminação em curva, sensores de chuva e luz, além de uns sempre úteis sensores de estacionamento traseiros.

Configure o seu novo Fiat 500X no Standvirtual

Opel Mokka

SUV novo gasóleo Opel MOkka

Inserido no subsegmento dos B-SUV, o Opel Mokka apresenta-se como uma solução “ágil, desportiva e compacta” que, assente na plataforma modular CMP, pode ser servido a gasolina, a gasóleo e a eletricidade, sem que a sua personalidade seja sequer beliscada.

A proposta a gasóleo assenta num bloco 1.5D de 110 cv, com emissões de 116 g/km (ciclo WLTP) e consumos tímidos – o valor médio homologado é de 4,4 l/100 km, e não só não é difícil de cumprir, como muitas vezes se consegue colocar a fasquia ainda mais baixa. Nas rotações mais baixas, o carro vinga graças a um binário máximo de 250 Nm, que se expressa na sua totalidade logo ás 1750rpm.

Em termos de prestações, a Opel diz que o Mokka a gasóleo, com 1295 quilos, acelera de 0 a 100 km/h em 10,8 segundos, atingindo uma velocidade máxima de 190 km/h.

Em termos tecnológicos, o Mokka de segunda geração promete um ambiente digitalmente envolvente para condutor e demais ocupantes, com dois ecrãs, de instrumentação e de info-entretenimento, que se unem.

Procure o seu novo Opel Mokka no Standvirtual

Peugeot 2008

SUV novo gasóleo peugeot 2008

Também no segmento B-SUV, a nova geração do 2008 deverá ser a que mais de “sport utility vehicle” tem, com uma frente elevada e quadrada, que parece fadada para enfrentar qualquer obstáculo, maiores proteções nos guarda-lamas e uma elevada distância ao solo, o que lhe permite sair do asfalto e andar por terrenos mais duros sem medo de destruir o carro por baixo.

Além disso, chega com uma maior distância entre eixos, o que tem impacto no espaço a bordo, tanto ao nível da arrumação (a mala chega com quase mais 100 litros que a geração anterior) como nas cotas de habitabilidade de que os cinco passageiros podem usufruir.

Por dentro, há um novo i-Cockpit, com o painel de instrumentos digital e a 3D, tendo passado ainda a integrar as teclas tipo piano, de acesso rápido a algumas funções principais, como telefone ou climatização, inauguradas com o 3008.

A gasóleo, há um motor com uma proposta de potência: o 1.5 BlueHDi, de 110 cv. O bloco, que chega acoplado a uma caixa manual de seis relações, reclama um consumo médio em circuito misto de 4,4 l/100 km e emissões de CO2 de 114 g/km. Em termos de prestações, a aceleração cumpre-se em 10,5 segundos e é capaz de uma velocidade máxima de 201 km/h.

Interessado num Peugeot 2008 novo? Configure-o no Standvirtual

Leia também:

Mais artigos da mesma categoria

Carros elétricos: vantagens e desvantagens

Conteúdo oferecido por Cofidis Este é assunto amplamente debatido nos últimos anos: quais as vantagens e as desvantagens de um carro elétrico? No entanto, não…

Comprar carros penhorados: bom ou mau negócio?

Os carros penhorados têm tudo para ser um bom negócio: são propostos por um preço muito abaixo do mercado e é possível fazer uma verificação…

5 desportivos usados até 30.000€

Na cruzada para a mudança de paradigma na indústria automóvel, com multas para os fabricantes que violem o limite de 95 g/km para a média…

5 SUV elétricos novos até 40.000€

No setor automóvel, entre as tendências dominantes, temos as motorizações elétricas e os Sport Utility Vehicles (SUV). De um lado, a alternativa moderna e sustentável…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional