Preço dos carros vai aumentar em 2022

6 min

Preço dos carros vai aumentar em 2022

O ano de 2021 foi uma montanha-russa no que diz respeito à compra de automóveis. Nos últimos meses vimos os preços dos carros novos aumentarem devido à escassez de stock de chips, ou semicondutores, o que acabou por levar a um rápido aumento dos preços dos carros usados também.

O preço dos automóveis também vai aumentar em 2022?

Marcas como a Mercedes-Benz, Audi e a Toyota já confirmaram o aumento de preços nos seus respetivos modelos em janeiro de 2022.

O que é comum em todas estas empresas é que citaram o aumento do custo operacional e dos custos das matérias-primas como a principal razão pelo qual o aumento de preço foi considerado necessário. A Toyota afirmou ainda que tem feito esforços para que o impacto do aumento dos preços tenha o mínimo efeito sobre os clientes.

Artigo relacionado: Falta de semicondutores ameaça parar o mundo automóvel

Com uma escassez global de matérias-primas e chips necessários à produção, não se espera que estas três marcas sejam as únicas empresas do ramo automóvel a tomar a decisão de aumentar os preços. Devido ao aumento de preços, criam-se problemas do lado da oferta, uma vez que estão a ser afetados quase todos os fabricantes independentemente do volume e número de modelos oferecidos.

As decisões de aumento de preço dificilmente poderiam ter acontecido num pior momento. Embora as vendas de dezembro possam obter um impulso devido aos aumentos de preços iminentes em janeiro, a recuperação da procura no mercado automóvel pode, mais uma vez, vir com receios devido a possíveis incertezas que possam ser criadas pela variante Ómicron do vírus Covid-19.

A forma como os países respondem a esta nova variante também pode ter um impacto na oferta de componentes e na economia mundial como um todo. Embora a escassez de chips tenha forçado muitas empresas a suspender a produção, o bloqueio desta oferta, se anunciado, seria mais um golpe à indústria automóvel, que em última medida, como na lei da oferta e da procura, acabaria por aumentar, ainda mais, os preços dos automóveis.

Qual o impacto no preço dos carros usados?

A escassez de componentes automóveis resultou na falta de novos veículos nos stands automóveis. A falta de carros novos disponíveis e o aumento significativo dos preços dos mesmos criou uma procura no mercado por carros usados mais baratos.

Jim Lyski, vice-presidente executivo e diretor de marketing da CarMax, numa entrevista à Fortune, justificou o aumento da procura por carros usados devido à escassez da primeira escolha do consumidor no mercado, o que faz com que este procure por uma segunda ou, por vezes, terceira escolha. Mesmo sendo uma compra de grande envolvimento os clientes não querem esperar pela produção de novos veículos, menciona Lyski.

Procura um carro usado? Faça uma pesquisa no Standvirtual

Será que os preços vão voltar a baixar?

A primeira razão pela qual os preços dos automóveis estão tão altos este ano é a escassez de chips que resultou da pandemia. Como os carros usam este componente em muitos dos seus sistemas eletrónicos, a escassez de chips interrompeu a produção de novos veículos.

A CNBC já informou que a Ford cortou a sua produção entre julho e agosto e a Nissan mencionou que produziu menos meio milhão de automóveis do que o esperado este ano. A menos que os fabricantes de automóveis consigam encontrar uma solução para a falta de stock, podemos não ver os preços caírem tão cedo.

Segundo Luca de Meo, CEO da Renault, em entrevista a um jornal espanhol, a escassez de chips não impacta, de forma direta, o aumento individual do preço de cada veículo. O que acontece é que a falta de componentes necessários para a produção tem obrigado os fabricantes automóveis a escolher entre quais os modelos a fabricar.

No cenário atual, em que há falta de componentes para a produção automóvel, as marcas optam por produzir carros que têm uma maior margem de lucro. Como consequência alguns modelos deixam de ser produzidos para dar espaço na linha de montagem a outros que permitem uma maior receita às marcas. Ou seja, os stands acabam por ter uma oferta dos modelos mais sofisticados (e mais caros), o que faz com que a média de preços do mercado seja cada vez maior.

O CEO da Renault, ainda mencionou outros fatores que tiveram impacto no aumento constante do preço médios dos veículos, apesar de numa escala com uma menor dimensão. Entre estes fatores encontram-se o aumento dos custos da eletricidade e do gás na Europa, que é utilizado para a geração de energia para as fábricas, seguindo-se do aumento do preço das matérias-primas utilizadas na produção automóvel, nomeadamente o magnésio.

Artigo relacionado: Escassez de magnésio na China ameaça indústria automóvel

Tal aconteceu devido à China estar a cortar na produção de magnésio para reduzir a emissão de gases com efeito de estufa. O problema é que a China é também responsável por 81% das exportações globais de magnésio, e não há fabricantes europeus que consigam concorrer com os preços praticados pela China.

A escassez de magnésio tem um forte impacto na indústria automóvel uma vez que é a matéria-prima utilizada na produção de liga de alumínio, necessária para a fabricação dos mais diversos componentes de um automóvel, e não existe um substituto para o magnésio na produção de liga de alumínio.

Leia também:

Mais artigos da mesma categoria

Conheça a história do automóvel e como este foi inventado

Pode dizer-se que história do automóvel conta com cerca de 5 séculos de existência. Na verdade, a ideia de querer fazer movimentar uma "carroçaria" sobre quatro rodas remonta…

A Famel está de volta e mais elétrica do que nunca

“Fogo A Mota É Linda” até pode manter-se, mas a partir de agora poderia bem passar a ser Famel-E: “Fogo A Mota É Linda e…

Conheça o novo Toyota bZ4X: o primeiro 100% elétrico da marca japonesa

Chama-se bZ4X e é o primeiro Toyota 100% elétrico feito de raiz: a sigla bZ significa “beyond Zero” (para lá de zero), e passa a…

Carros clássicos: 5 GTI que todos gostavam de ter

Corriam os anos 90 do século passado e os pequenos GTI faziam as delícias dos jovens. Quem os conduzia, mostrando dotes de pilotagem ao volante…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional