Toyota Prius hibrido plug-in carregamento

3 min

Governo vai baixar o desconto nos carregamentos elétricos em 2023

O Governo baixou o apoio ao carregamento de veículos elétricos, de 0,2614€ este ano, para 0,1902€ em 2023, acompanhando a descida dos preços da mobilidade elétrica aprovados pelo regulador.

O apoio, um desconto ao custo de cada carregamento registado na rede de mobilidade elétrica nacional, “assume o valor de 0,1902€ por cada carregamento” efetuado até ao dia 31 de dezembro de 2023, segundo o despacho assinado pelo ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, com efeitos a partir de 1 de janeiro de 2023.

“Na atual conjuntura de evolução da tarifa de energia no setor elétrico, importa manter alguma estabilidade nos preços de carregamento na rede de mobilidade elétrica nacional, através de um apoio aos utilizadores de veículos elétricos que ajude a promover a adoção deste tipo de veículos”, justifica o governante, no preâmbulo do diploma.

O apoio ao carregamento de elétricos, com verbas do Fundo Ambiental, este ano “neutraliza o acréscimo de tarifas, mantendo este encargo no patamar aplicado em 2021”, afirmou há um ano, quando anunciou o apoio para este ano, o Ministério do Ambiente e Ação Climática, numa nota divulgada, explicando que, com este apoio, os utilizadores finais pagariam este ano “exatamente o mesmo que pagaram” em 2021.

Interessado num carro elétrico?

A descida de 0,0712 euros do apoio ao carregamento de veículos elétricos acompanha a redução dos preços das tarifas de mobilidade elétrica de 12% para o próximo ano, face a 2022, aprovada pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).

“Para o ano de 2023, os preços das tarifas aplicáveis a Comercializadores de eletricidade para a mobilidade elétrica (CEME), Operadores de ponto de carregamento (OPC) e detentores de pontos de carregamento (DPC) reduzem-se em cerca de 12% face às tarifas praticadas no ano 2022”, referiu o regulador numa nota divulgada em meados deste mês.

Segundo a ERSE, as reduções de 12% das tarifas da Entidade Gestora da Rede de Mobilidade Elétrica (EGME) representam “um efeito adicional de -0,11 euros por cada 100 km” (quilómetros) a título de exemplo.

De acordo com os dados divulgados pela ERSE, em 2021, a rede de mobilidade elétrica permitiu a realização de mais de 1,38 milhões de carregamentos, num total de 4.959 pontos de carregamento.

As previsões para 2023 apontam para que a rede de mobilidade elétrica atinja os 3,67 milhões de carregamentos, aumentando 57% face à estimativa de 2,34 milhões de carregamentos para este ano.

 

*com Lusa

Leia também:

Mais artigos da mesma categoria

Procura um SUV compacto híbrido a gasolina?

Os SUV apresentam-se hoje sob todas as formas e com qualquer solução mecânica. Para as famílias, os compactos podem ser os mais aliciantes sobretudo quando…

Subida do preço para carregar carros elétricos não afasta compradores

O arranque de 2022 não trouxe boas notícias aos proprietários de carros elétricos, com o anúncio de novas tarifas para a utilização dos postos de…

Papa Francisco recebe Papamóvel a hidrogénio

O Santo Padre foi surpreendido, na última semana, com um carro movido a hidrogénio especialmente projetado para as suas necessidades de mobilidade. O mimo foi-lhe…

Porto recebe 4º Salão do Automóvel Híbrido e Elétrico

O 4º Salão do Automóvel Híbrido e Elétrico arranca esta sexta-feira, dia 23, com o Centro de Congressos da Alfândega do Porto a voltar a…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional