Como ligar um carro parado muito tempo

5 min

Como ligar um carro parado há muito tempo

Os veículos são fabricados para funcionarem continuamente, pelo que deixar um carro parado por um período demasiado longo pode afetar o estado da mecânica, das peças, como os travões, a bateria e a embraiagem, além do óleo de motor e até mesmo do combustível em paragem prolongada no depósito.

Porque os cuidados variam de acordo com as especificidades de cada veículo, o mais indicado será a consulta do manual do carro, que reserva normalmente um capítulo com orientações do fabricante para a correta manutenção do veículo depois de um período de hibernação. Ainda assim, eis alguns cuidados básicos e indispensáveis para preparar o regresso à estrada.

Abastecer o quanto antes

Se o automóvel estiver com o depósito de combustível vazio (ou quase), é imperioso abastecê-lo o quanto antes, evitando assim que fique sem gasolina ou gasóleo, o que pode provocar danos no filtro de combustível, bomba de combustível e sistema de injeção – estes elementos dependem do fluxo do combustível para se manterem lubrificados e, por isso, podem sofrer danos num automóvel parado há muito tempo com pouco combustível no depósito.

Por outro lado, se o período de hibernação se fez com o depósito praticamente cheio de gasolina, o ideal será drenar a maior parte do combustível, visto que sofre oxidação e perde as suas características originais ao longo do tempo.

Artigo relacionado: Como guardar um carro clássico durante o inverno

Atenção: num contexto de utilização normal, é importante não alimentar o hábito de utilizar o carro com o depósito de combustível na reserva, pois a frequente escassez no reservatório pode levar provocar o entupimento dos injetores do carro, danificando outros componentes.

Paragem prolongada? Desligue a bateria

Se prevê que o seu automóvel vai ficar parado muito tempo, o melhor a fazer é desligar a bateria ou utilizar um carregador portátil para a manter sempre carregada, pois ela descarrega com o passar do tempo.

Claro que as reações das baterias face a uma paragem prolongada dependem muito do tipo de bateria e das condições da mesma, do tipo de carro e respetiva idade, clima e temperatura. No entanto, qualquer efeito nocivo será minimizado se ligar o carro uma ou duas vezes por semana durante 15 minutos. O ideal seria, claro, circular com o veículo pelo menos uma vez por semana, mesmo que por pouco tempo.

Atenção aos pneus

Em primeiro lugar, a pressão dos pneus tende a desaparecer com o passar do tempo. Se voltar a utilizar o carro com pressões erradas nos pneus (sobretudo se o fizer de forma prolongada) poderá provocar-lhes desgaste prematuro ou até danos irreversíveis. Recomendamos que antes da paragem aumente um pouco a pressão dos pneus, de forma a que não suceda o achatamento da zona em contato com o piso. Quando voltar a conduzir o veículo, lembre-se de voltar a colocar as pressões recomendadas.

Artigo relacionado: Descubra qual a pressão correta dos pneus

Se o automóvel ficar parado por um período muito longo, dois anos, por exemplo, é boa ideia colocá-lo num cavalete, evitando assim a deformação dos pneus.

Verifique o óleo

O óleo é um dos fluídos mais importantes do veículo, pois promove a lubrificação de inúmeros elementos mecânicos, em particular o motor, peça nevrálgica para o funcionamento do carro. Durante paragem prolongada, a tendência é que o óleo perca as suas características. Deve ser trocado antes de usar o veículo novamente.

Uma utilização semanal do carro, mesmo que durante pouco tempo, ajudará a garantir a lubrificação de todos os componentes mecânicos, nomeadamente da transmissão, cuja substituição é particularmente onerosa.

Artigo relacionado: Como e quando mudar o óleo do carro

Travão de estacionamento: não o puxe demasiado

Se o seu carro tem travão de estacionamento manual, não o esforce demasiado antes da paragem prolongada, pois isso poderá provocar a colagem das pastilhas dos travões de disco ou até dos tambores.

O ideal é estacionar sempre com a mudança engatada e numa zona plana, evitando assim ter de puxar demasiado o travão para manter o carro imobilizado.

Primeiras utilizações: mantenha-se alerta

Independente da duração da paragem, é importante manter-se atento a problemas e mau funcionamento do veículo quando o voltar a utilizar.

Se o carro não tinha qualquer problema e nota algum tipo de anomalia ou deficiência no funcionamento quando o volta a guiar, isso pode ser um indicador de que algo não está bem. Pode não ser nada de grave, apenas a deterioração de alguma peça, sistema, ou até problemas relacionados a produtos de má qualidade utilizados no veículo. Numa situação como essa, o melhor a fazer é procurar uma oficina mecânica de confiança para que o problema seja identificado e resolvido.

 

Na altura de trocar de carro? Faça uma pesquisa no Standvirtual

 
O carro parou, o tempo não…

A regressar à utilização normal, verifique a pressão dos pneus, nível do óleo, líquido do radiador, luzes e teste os travões a baixas velocidades.

Além disso, não se esqueça que o tempo para a revisão e manutenção definidos pela marca mantêm-se apesar da paragem. O carro parou, o tempo não…

 
Leia também:

Saiba como funciona a isenção de IPO para carros clássicos

Diferença entre carros clássicos, pré-clássicos e antigos

Carros clássicos: como pedir a isenção do IUC

eyJpZCI6IjIyNDIzMjE1NDkzIiwibmV0d29ya0NvZGUiOiIxMDA3ODM3IiwiZWZmZWN0aXZlUm9vdEFkVW5pdElkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6IkFQX0xCX1RvcCIsInBhcmVudFBhdGgiOlt7ImlkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6ImNhLXB1Yi0zMDIzMTkxOTk4Mjg1MTk3IiwiYWRVbml0Q29kZSI6ImNhLXB1Yi0zMDIzMTkxOTk4Mjg1MTk3In0seyJpZCI6IjIwMzU2NTkwOTY3IiwibmFtZSI6IjFfU3RhbmRWaXJ0dWFsIiwiYWRVbml0Q29kZSI6IjFfU3RhbmRWaXJ0dWFsIn0seyJpZCI6IjIxNzg0MTIzODQwIiwibmFtZSI6IlNUVl9ibG9nIiwiYWRVbml0Q29kZSI6IlNUVl9ibG9nIn0seyJpZCI6IjIyNDIxODkyMzI0IiwibmFtZSI6IkJsb2dfRGVza3RvcCIsImFkVW5pdENvZGUiOiJCbG9nX0Rlc2t0b3AifV0sImFkVW5pdENvZGUiOiJBUF9MQl9Ub3AiLCJkZXNjcmlwdGlvbiI6IiIsImlzRmx1aWQiOmZhbHNlLCJpc05hdGl2ZSI6ZmFsc2UsImFkVW5pdFNpemVzIjp7InNpemUiOnsid2lkdGgiOiI3MjgiLCJoZWlnaHQiOiI5MCIsImlzQXNwZWN0UmF0aW8iOiJmYWxzZSJ9LCJlbnZpcm9ubWVudFR5cGUiOiJCUk9XU0VSIiwiZnVsbERpc3BsYXlTdHJpbmciOiI3Mjh4OTAifX0=
eyJpZCI6IjIyNDIzMjIwNDM0IiwibmV0d29ya0NvZGUiOiIxMDA3ODM3IiwiZWZmZWN0aXZlUm9vdEFkVW5pdElkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6IkFQX01yZWNfTW9iaWxlXzEiLCJwYXJlbnRQYXRoIjpbeyJpZCI6IjUwOTIyNyIsIm5hbWUiOiJjYS1wdWItMzAyMzE5MTk5ODI4NTE5NyIsImFkVW5pdENvZGUiOiJjYS1wdWItMzAyMzE5MTk5ODI4NTE5NyJ9LHsiaWQiOiIyMDM1NjU5MDk2NyIsIm5hbWUiOiIxX1N0YW5kVmlydHVhbCIsImFkVW5pdENvZGUiOiIxX1N0YW5kVmlydHVhbCJ9LHsiaWQiOiIyMTc4NDEyMzg0MCIsIm5hbWUiOiJTVFZfYmxvZyIsImFkVW5pdENvZGUiOiJTVFZfYmxvZyJ9LHsiaWQiOiIyMjQyMTg5MTQzMCIsIm5hbWUiOiJCbG9nX01vYmlsZSIsImFkVW5pdENvZGUiOiJCbG9nX01vYmlsZSJ9XSwiYWRVbml0Q29kZSI6IkFQX01yZWNfTW9iaWxlXzEiLCJkZXNjcmlwdGlvbiI6IiIsImlzRmx1aWQiOmZhbHNlLCJpc05hdGl2ZSI6ZmFsc2UsImFkVW5pdFNpemVzIjp7InNpemUiOnsid2lkdGgiOiIzMDAiLCJoZWlnaHQiOiIyNTAiLCJpc0FzcGVjdFJhdGlvIjoiZmFsc2UifSwiZW52aXJvbm1lbnRUeXBlIjoiQlJPV1NFUiIsImZ1bGxEaXNwbGF5U3RyaW5nIjoiMzAweDI1MCJ9fQ==
eyJpZCI6IjIyNDIzNDM3Mjg3IiwibmV0d29ya0NvZGUiOiIxMDA3ODM3IiwiZWZmZWN0aXZlUm9vdEFkVW5pdElkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6IkFQX0xCX0JvdHRvbSIsInBhcmVudFBhdGgiOlt7ImlkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6ImNhLXB1Yi0zMDIzMTkxOTk4Mjg1MTk3IiwiYWRVbml0Q29kZSI6ImNhLXB1Yi0zMDIzMTkxOTk4Mjg1MTk3In0seyJpZCI6IjIwMzU2NTkwOTY3IiwibmFtZSI6IjFfU3RhbmRWaXJ0dWFsIiwiYWRVbml0Q29kZSI6IjFfU3RhbmRWaXJ0dWFsIn0seyJpZCI6IjIxNzg0MTIzODQwIiwibmFtZSI6IlNUVl9ibG9nIiwiYWRVbml0Q29kZSI6IlNUVl9ibG9nIn0seyJpZCI6IjIyNDIxODkyMzI0IiwibmFtZSI6IkJsb2dfRGVza3RvcCIsImFkVW5pdENvZGUiOiJCbG9nX0Rlc2t0b3AifV0sImFkVW5pdENvZGUiOiJBUF9MQl9Cb3R0b20iLCJkZXNjcmlwdGlvbiI6IiIsImlzRmx1aWQiOmZhbHNlLCJpc05hdGl2ZSI6ZmFsc2UsImFkVW5pdFNpemVzIjp7InNpemUiOnsid2lkdGgiOiI3MjgiLCJoZWlnaHQiOiI5MCIsImlzQXNwZWN0UmF0aW8iOiJmYWxzZSJ9LCJlbnZpcm9ubWVudFR5cGUiOiJCUk9XU0VSIiwiZnVsbERpc3BsYXlTdHJpbmciOiI3Mjh4OTAifX0=
eyJpZCI6IjIyNDIzMjIxMTc1IiwibmV0d29ya0NvZGUiOiIxMDA3ODM3IiwiZWZmZWN0aXZlUm9vdEFkVW5pdElkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6IkFQX01yZWNfTW9iaWxlXzIiLCJwYXJlbnRQYXRoIjpbeyJpZCI6IjUwOTIyNyIsIm5hbWUiOiJjYS1wdWItMzAyMzE5MTk5ODI4NTE5NyIsImFkVW5pdENvZGUiOiJjYS1wdWItMzAyMzE5MTk5ODI4NTE5NyJ9LHsiaWQiOiIyMDM1NjU5MDk2NyIsIm5hbWUiOiIxX1N0YW5kVmlydHVhbCIsImFkVW5pdENvZGUiOiIxX1N0YW5kVmlydHVhbCJ9LHsiaWQiOiIyMTc4NDEyMzg0MCIsIm5hbWUiOiJTVFZfYmxvZyIsImFkVW5pdENvZGUiOiJTVFZfYmxvZyJ9LHsiaWQiOiIyMjQyMTg5MTQzMCIsIm5hbWUiOiJCbG9nX01vYmlsZSIsImFkVW5pdENvZGUiOiJCbG9nX01vYmlsZSJ9XSwiYWRVbml0Q29kZSI6IkFQX01yZWNfTW9iaWxlXzIiLCJkZXNjcmlwdGlvbiI6IiIsImlzRmx1aWQiOmZhbHNlLCJpc05hdGl2ZSI6ZmFsc2UsImFkVW5pdFNpemVzIjp7InNpemUiOnsid2lkdGgiOiIzMDAiLCJoZWlnaHQiOiIyNTAiLCJpc0FzcGVjdFJhdGlvIjoiZmFsc2UifSwiZW52aXJvbm1lbnRUeXBlIjoiQlJPV1NFUiIsImZ1bGxEaXNwbGF5U3RyaW5nIjoiMzAweDI1MCJ9fQ==

Mais artigos da mesma categoria

Multas por excesso de velocidade: o que diz a lei

Saiba quais as multas por excesso de velocidade de acordo com a lei e quais as coimas e sanções de que pode ser alvo, se…

Acessórios para carros: 11 indispensáveis

Confira quais destes acessórios para carros tem no seu automóvel e pondere sobre a possibilidade de adquirir os restantes itens. Vai ver que valem a…

Quais selos devo ter no pára-brisas? Nós explicamos os essenciais

Sabe quais selos deve ter no pára-brisas? Saiba o que diz a lei sobre a importância de cada documento e quais as coimas aplicadas em caso…

Quando é que tenho de levar o meu carro à inspeção?

Já vos aconteceu estarem na estrada, a conduzir, e à vossa frente verem um carro aos zig zags, sem conseguir travar e sem luzes de…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional