Carta verde do seguro o que mudou

5 min

Carta verde do seguro: o que mudou

A partir de agora, a carta verde já pode andar no telemóvel. Com a entrada em vigor do novo conjunto de alterações ao Código da Estrada, a versão digital da carta de condução e de toda a ‘papelada’ relativa ao veículo passam a ter validade legal, dispensando-se a apresentação do documento físico.

Basta instalar no smartphone a aplicação id.gov.pt e escolher quais os cartões que pretende adicionar. A carta verde digital só não substitui totalmente a tradicional em papel porque, no caso, de ser mandado parar pelas autoridades e estas não dispuserem de meios eletrónicos para a leitura dos documentos virtuais ou comprovar a sua autenticidade, o condutor fica obrigado a deslocar-se a uma esquadra num prazo máximo de cinco dias para apresentar o documento físico. E esse também está diferente.

Carta verde do seguro automóvel com nova cor

Em outubro do ano passado, os ministérios da Administração Interna e das Finanças publicaram em “Diário da República” uma portaria (Portaria n.º 234/2020, de 8 de outubro) que elimina a carta verde do seguro automóvel e autoriza a sua impressão em papel branco, simplificando e flexibilizando assim o processo de subscrição e formalização do seguro de responsabilidade civil por meios digitais.

O que é a carta verde?

O sistema de carta verde é uma convenção internacional, denominada Convenção multilateral de garantias, que tem por objetivo facilitar o transporte rodoviário. Nos países aderentes a este sistema, a carta verde comprova que o veículo tem seguro obrigatório.

Carta branca, de dúvida a certeza

É já prática comum de há alguns anos as seguradoras enviarem o Certificado Internacional de Seguro Automóvel através de e-mail, solução que permitia contornar eventuais atrasos dos correios, mas que sempre colocou inúmeras dúvidas aos subscritores dos seguros sobre a legalidade da impressão do documento (carta verde) numa folha branca, visto que a designação do mesmo o contradizia…

Artigo relacionado: Seguro automóvel: como pedir reembolso em caso de venda do carro

Ora, a 1 de julho de 2020, o Serviço Nacional de Seguros Português – o Gabinete Português de Carta Verde – autorizou as empresas de seguros a emitir o Certificado Internacional de Seguro de Responsabilidade Civil Automóvel em papel branco, e já não de cor verde. Na sequência desta deliberação, os ministérios da Administração Interna e das Finanças entenderam ser adequado atualizar a referida portaria através da eliminação do requisito da cor em que deve ser emitido o dístico.

Há mais de 25 anos, mais concretamente desde o longínquo ano de 1995, que a vinheta relativa ao Seguro Obrigatório de Responsabilidade Civil Automóvel, emitida pelas seguradoras e entregue ao tomador do seguro juntamente com o certificado internacional de seguro, era obrigatoriamente verde e seguia um determinado modelo.

Com as novas normas, mantém-se o modelo, mas o dístico/vinheta que identifica a seguradora, o número da apólice, a matrícula do veículo e a validade do seguro, deixa de ter requisito de cor.

É o fim do excesso de zelo e das sanções

Com esta atualização, deixa de existir sanção por parte das autoridades na emissão do referido dístico/vinheta em outras cores, uma prática que, aliás, se generalizou nos últimos anos, pelo que já não fazia qualquer sentido existir punição, tratando-se de uma evidente situação de excesso de zelo…

E o que sucede aos documentos antigos?

Relativamente aos documentos emitidos anteriormente à data da portaria (que entrou em vigor a 9 de outubro do ano passado), estes continuam a ser válidos. No caso de a apólice ter o prémio fracionado, era suposto que as cartas verdes emitidas após 1 de julho fossem já no novo modelo, mas são muitos os subscritores que se queixam que a carta verde enviada pela seguradora após a data referida continua a ser… verde.

Artigo relacionado: Seguro automóvel: conheça as coberturas mais importantes

Uma situação que não acarreta qualquer punição e que deverá ser corrigida com a concretização do processo no tempo, até porque as cartas verdes em papel branco com vinheta verde não serão substituídas de forma massiva, pelo facto de ser permitida a sua utilização durante o período de validade do documento.

Os ministérios da Administração Interna e das Finanças, assim como o Serviço Nacional de Seguros Português, pretendem que partir de 1 de janeiro de 2022, e tendo em conta as datas em que se verificaram as recentes alterações ao layout da carta verde, que o modelo de carta verde a circular seja, exclusivamente, preto sobre branco e com vinheta sem cor.

Em resumo

Eis as novas regras para a emissão do Certificado Internacional de Seguro de Responsabilidade Civil Automóvel:

  1.  Papel branco normal (papel de fotocópia), com texto a preto e vinheta sem cor.
  2.  O picote que existia e que permitia destacar o dístico foi eliminado e em seu lugar será colocado um tracejado para delimitar a área da vinheta e permitir o seu correto recorte.
  3. O texto que se encontra acima da vinheta foi ajustado para a nova realidade, tendo sido alterada a frase «Recorte o dístico pelo picotado» para «Recorte o dístico abaixo pelo tracejado».

 
Leia também:

Como fazer seguro online automóvel? Nós ensinamos

Perdi os documentos do carro: e agora?

Como escolher o Seguro automóvel mais adequado?

eyJpZCI6IjIyNDIzMjE1NDkzIiwibmV0d29ya0NvZGUiOiIxMDA3ODM3IiwiZWZmZWN0aXZlUm9vdEFkVW5pdElkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6IkFQX0xCX1RvcCIsInBhcmVudFBhdGgiOlt7ImlkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6ImNhLXB1Yi0zMDIzMTkxOTk4Mjg1MTk3IiwiYWRVbml0Q29kZSI6ImNhLXB1Yi0zMDIzMTkxOTk4Mjg1MTk3In0seyJpZCI6IjIwMzU2NTkwOTY3IiwibmFtZSI6IjFfU3RhbmRWaXJ0dWFsIiwiYWRVbml0Q29kZSI6IjFfU3RhbmRWaXJ0dWFsIn0seyJpZCI6IjIxNzg0MTIzODQwIiwibmFtZSI6IlNUVl9ibG9nIiwiYWRVbml0Q29kZSI6IlNUVl9ibG9nIn0seyJpZCI6IjIyNDIxODkyMzI0IiwibmFtZSI6IkJsb2dfRGVza3RvcCIsImFkVW5pdENvZGUiOiJCbG9nX0Rlc2t0b3AifV0sImFkVW5pdENvZGUiOiJBUF9MQl9Ub3AiLCJkZXNjcmlwdGlvbiI6IiIsImlzRmx1aWQiOmZhbHNlLCJpc05hdGl2ZSI6ZmFsc2UsImFkVW5pdFNpemVzIjp7InNpemUiOnsid2lkdGgiOiI3MjgiLCJoZWlnaHQiOiI5MCIsImlzQXNwZWN0UmF0aW8iOiJmYWxzZSJ9LCJlbnZpcm9ubWVudFR5cGUiOiJCUk9XU0VSIiwiZnVsbERpc3BsYXlTdHJpbmciOiI3Mjh4OTAifX0=
eyJpZCI6IjIyNDIzMjIwNDM0IiwibmV0d29ya0NvZGUiOiIxMDA3ODM3IiwiZWZmZWN0aXZlUm9vdEFkVW5pdElkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6IkFQX01yZWNfTW9iaWxlXzEiLCJwYXJlbnRQYXRoIjpbeyJpZCI6IjUwOTIyNyIsIm5hbWUiOiJjYS1wdWItMzAyMzE5MTk5ODI4NTE5NyIsImFkVW5pdENvZGUiOiJjYS1wdWItMzAyMzE5MTk5ODI4NTE5NyJ9LHsiaWQiOiIyMDM1NjU5MDk2NyIsIm5hbWUiOiIxX1N0YW5kVmlydHVhbCIsImFkVW5pdENvZGUiOiIxX1N0YW5kVmlydHVhbCJ9LHsiaWQiOiIyMTc4NDEyMzg0MCIsIm5hbWUiOiJTVFZfYmxvZyIsImFkVW5pdENvZGUiOiJTVFZfYmxvZyJ9LHsiaWQiOiIyMjQyMTg5MTQzMCIsIm5hbWUiOiJCbG9nX01vYmlsZSIsImFkVW5pdENvZGUiOiJCbG9nX01vYmlsZSJ9XSwiYWRVbml0Q29kZSI6IkFQX01yZWNfTW9iaWxlXzEiLCJkZXNjcmlwdGlvbiI6IiIsImlzRmx1aWQiOmZhbHNlLCJpc05hdGl2ZSI6ZmFsc2UsImFkVW5pdFNpemVzIjp7InNpemUiOnsid2lkdGgiOiIzMDAiLCJoZWlnaHQiOiIyNTAiLCJpc0FzcGVjdFJhdGlvIjoiZmFsc2UifSwiZW52aXJvbm1lbnRUeXBlIjoiQlJPV1NFUiIsImZ1bGxEaXNwbGF5U3RyaW5nIjoiMzAweDI1MCJ9fQ==
eyJpZCI6IjIyNDIzNDM3Mjg3IiwibmV0d29ya0NvZGUiOiIxMDA3ODM3IiwiZWZmZWN0aXZlUm9vdEFkVW5pdElkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6IkFQX0xCX0JvdHRvbSIsInBhcmVudFBhdGgiOlt7ImlkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6ImNhLXB1Yi0zMDIzMTkxOTk4Mjg1MTk3IiwiYWRVbml0Q29kZSI6ImNhLXB1Yi0zMDIzMTkxOTk4Mjg1MTk3In0seyJpZCI6IjIwMzU2NTkwOTY3IiwibmFtZSI6IjFfU3RhbmRWaXJ0dWFsIiwiYWRVbml0Q29kZSI6IjFfU3RhbmRWaXJ0dWFsIn0seyJpZCI6IjIxNzg0MTIzODQwIiwibmFtZSI6IlNUVl9ibG9nIiwiYWRVbml0Q29kZSI6IlNUVl9ibG9nIn0seyJpZCI6IjIyNDIxODkyMzI0IiwibmFtZSI6IkJsb2dfRGVza3RvcCIsImFkVW5pdENvZGUiOiJCbG9nX0Rlc2t0b3AifV0sImFkVW5pdENvZGUiOiJBUF9MQl9Cb3R0b20iLCJkZXNjcmlwdGlvbiI6IiIsImlzRmx1aWQiOmZhbHNlLCJpc05hdGl2ZSI6ZmFsc2UsImFkVW5pdFNpemVzIjp7InNpemUiOnsid2lkdGgiOiI3MjgiLCJoZWlnaHQiOiI5MCIsImlzQXNwZWN0UmF0aW8iOiJmYWxzZSJ9LCJlbnZpcm9ubWVudFR5cGUiOiJCUk9XU0VSIiwiZnVsbERpc3BsYXlTdHJpbmciOiI3Mjh4OTAifX0=
eyJpZCI6IjIyNDIzMjIxMTc1IiwibmV0d29ya0NvZGUiOiIxMDA3ODM3IiwiZWZmZWN0aXZlUm9vdEFkVW5pdElkIjoiNTA5MjI3IiwibmFtZSI6IkFQX01yZWNfTW9iaWxlXzIiLCJwYXJlbnRQYXRoIjpbeyJpZCI6IjUwOTIyNyIsIm5hbWUiOiJjYS1wdWItMzAyMzE5MTk5ODI4NTE5NyIsImFkVW5pdENvZGUiOiJjYS1wdWItMzAyMzE5MTk5ODI4NTE5NyJ9LHsiaWQiOiIyMDM1NjU5MDk2NyIsIm5hbWUiOiIxX1N0YW5kVmlydHVhbCIsImFkVW5pdENvZGUiOiIxX1N0YW5kVmlydHVhbCJ9LHsiaWQiOiIyMTc4NDEyMzg0MCIsIm5hbWUiOiJTVFZfYmxvZyIsImFkVW5pdENvZGUiOiJTVFZfYmxvZyJ9LHsiaWQiOiIyMjQyMTg5MTQzMCIsIm5hbWUiOiJCbG9nX01vYmlsZSIsImFkVW5pdENvZGUiOiJCbG9nX01vYmlsZSJ9XSwiYWRVbml0Q29kZSI6IkFQX01yZWNfTW9iaWxlXzIiLCJkZXNjcmlwdGlvbiI6IiIsImlzRmx1aWQiOmZhbHNlLCJpc05hdGl2ZSI6ZmFsc2UsImFkVW5pdFNpemVzIjp7InNpemUiOnsid2lkdGgiOiIzMDAiLCJoZWlnaHQiOiIyNTAiLCJpc0FzcGVjdFJhdGlvIjoiZmFsc2UifSwiZW52aXJvbm1lbnRUeXBlIjoiQlJPV1NFUiIsImZ1bGxEaXNwbGF5U3RyaW5nIjoiMzAweDI1MCJ9fQ==

Mais artigos da mesma categoria

Carros modificados: multas podem chegar aos 1250€

Um carro modificado é aquele que sofreu alterações na estrutura, carroçaria, motor, sistemas e/ou componentes. Segundo o artigo 115 do Código da Estrada, “considera-se transformação…

As 5 estradas mais perigosas em Portugal

As estradas mais perigosas não são as únicas responsáveis pelos acidentes. A sinistralidade está diretamente relacionada com o estado do veículo e com a responsabilidade…

Chinesa Geely usa plataforma Volvo para conquistar o mundo

Quando, há uma década, a chinesa Geely, que no seu currículo tinha o facto de ter sido a primeira construtora de automóveis independente da China,…

Porsche anuncia pistões criados com… impressora 3D

A produção automóvel atravessa hoje uma nova revolução, com a introdução de novos processos e mecanismos. É o caso da tecnologia de impressão 3D, que…
X

Quer receber as nossas comunicações por e-mail?

Email Marketing by E-goi

É proprietário de um Stand?

Crie uma Conta Profissional